Um ícone da moda brasileira: Alceu penna

As garotas de Alceu de Paula Pena. Por Inês Oliveira

“AS GAROTAS DE ALCEU”

UM MOVIMENTO COMPORTAMENTAL NA SOCIEDADE BRASILEIRA

Por Inês Oliveira

Biografia em poucas palavras1915*1980 .
“ Ser brotinho em 1958 não é sair do cinema São Luiz e achar que vai incorporar o jogo de cintura, quem sabe os lábios molhados, de Brigitte Bardot em E Deus Criou a mulher logo na primeira festa junina do clube Piraquê, na Lagoa. Ser Mulher de vestido saco é muito, muito mais complicado do que seguir o filme da moda. É ficar dividida entre o erotismo soft de BB, as freiras do Colégio Imaculada  Conceição em Botafogo ou ser comportadamente atrevidinha como as Garotas do Alceu, de O Cruzeiro… Todas essas mulheres andavam soterradas debaixo de toalhinhas, anáguas, combinações, sutiãs com enchimentos e preconceitos. Mas o existencialismo moderninho de Françoise Sagan, o rock pelvicular de Presley, os lábios suplicantes de BB e, quem diria, até mesmo as Garotas do Alceu em O Cruzeiro andavam espalhando umas idéias marotas sobre os homens e a maneira de como dispor deles. O ideal ainda era se manter casta, mas as meninas do Imaculada Conceição- todas uniformizadas de saia pregueada azul marinho, meia três quartos branca, sapato tipo escarpin com bico arredondado e blusa branca de manga até o cotovelo- não eram completamente de ferro.”FELIZ 1958 – O ano que não devia terminar-Joaquim Ferreira dos Santos- Editora Record 

Alceu de Paula Pena.

Um artista polivalente, mineiro de Curvelo, viveu no Rio de Janeiro desde 1932 dando início a mais espetacular produção artística, em torno da mulher brasileira. Admirador de J. Carlos, seguiu seu estilo no início de carreira, mas incentivado pelo  mestre, desenvolveu seu próprio e inconfundível estilo.Alceu Penna, como ficou conhecido, criou em toda a sua vida com uma elegância de dar inveja aos mortais.Parceiro de Nelson Rodrigues nas histórias em quadrinhos, as primeiras genuinamente brasileiras na década de 40 no “Globo Juvenil”, contribuiu com seu talento para o desenvolvimento dessa técnica no Brasil.Como desenhista da Revista “O Cruzeiro” por 26 anos ininterruptos influenciou costumes e comportamento da jovem brasileira. Em 1938, Alceu criou suas garotas,“As Garôtas de Alceu”, alegres, inteligentes, levemente irônicas e irreverentes.
Todas as jovens de 14 a 21 anos se espelhavam nas garotas. O vestir, a dança, as atitudes, as idéias, o penteado , a maquiagem , a fantasia, o vestido de noiva, enfim tudo, era influenciado pelas garôtas. Os pequenos textos que acompanhavam as ilustrações foram escritos por grandes nomes como, Accioly Neto, Millôr Fernandes que assinava Vão Gôgo e nos últimos anos Maria Luiza Castelo Branco.Desenhar para Alceu era como falar, aliás, era essa sua forma de se comunicar. Sua capacidade produtiva fez com que estendesse sua participação a outras revistas como “Tricô e Crochê”, “ A Cigarra”,  “ Praia”.

Na Publicidade
Em publicidade criou embalagens, foi diretor de arte e ilustrador para vários produtos de sucesso da época. Ilustrou por anos , os calendários do Moinho Santista, criando com graça temas lúdicos dando às suas mulheres um ar sensual. Influenciando costumes , Alceu ditou e criou moda para a sociedade carioca em desfiles no Copacabana Palace. Foi para Nova York e Paris como correspondente do “O Cruzeiro” e criou figurinos para Carmem Miranda em sua viagem para os Estados Unidos.Entrou com sucesso no showbusiness dos grandes cassinos da época com figurinos memoráveis. Cenografou os grandes bailes de carnaval do Hotel Glória e foi jurado dos concursos de Miss Brasil. Desenhou a Baiana em que Martha Rocha desfilou em traje típico..Entre outras atividades , ilustrou contos e livros infantis tendo ele mesmo escrito dois contos não publicados mas com uma sensibilidade invejável, “Uma Baiana e um Cavalinho” e “O Saci da Abobreira”. Sempre preocupado com as crianças, criava todos os anos as fantasias para guryzada’ na revista “O Cruzeiro”, decorou a sala das crianças com seus desenhos no Hotel Quitandinha em Petrópolis e ilustrou as capas dos pequenos discos “ A formiga e a Neve” “ Chapeuzinho Vermelho” entre outros.Em 1964, aposenta suas garotas e passa a desenhar no suplemento Feminino de “O Jornal”.

É contratado pela Rhodia numa grande virada de Marketing de Lívio Rangan, se dedicando aos desenhos de orientação de moda em produção frenética. Nos shows-desfiles escritos por Millôr Fernandes, Flávio Rangel, Carlos Drumond de Andrade, Torquato Neto, Alceu criou os figurinos que compunham com os cenários de Cyro del Nero espetáculos nunca vistos no Brasil. As músicas eram compostas especialmente para os shows pelos compositores Gilberto Gil, Jorge Bem, Tim Maia e Caetano Veloso. Um novo conceito de desfiles corria o Brasil e o mundo com os figurinos de Alceu representando a cultura brasileira.

Figurinos

Mas Alceu não parou por aí. Desenhou figurino de escola de samba, cenografou e criou figurinos para peças de teatro, colaborou com a revistas de moda e variedades e criou figurinos para as primeiras novelas da TV Tupi.Em 1980 morre Alceu Penna, e o Brasil finge esquecê-lo.Sua produção foi tão grande e especial que ficaríamos meses para  conhecê-la. Só para revista “O Cruzeiro” foram mais de 1 200 desenhos , guardados hoje no acervo do “O Estado de Minas” em Belo Horizonte. Para o calendário Santista foram 96 desenhos, fora os layout que já eram geniais.  No Masp estão os figurinos originais produzidos para os desfiles da Rhodia. No acervo de Cyro del Nero outros tantos desenhos , principalmente dos shows desfiles da Rhodia, como “Stravaganza” escrito por Carlos Drumond de Andrade. Com Tereza Penna sua irmã e colaboradora um tesouro foi guardado com amor e admiração que faz com que a obra extensa desse maravilhoso artista possa hoje ser exposto, filmado e editado para a admiração da nova geração de brasileiros.  

Inez Oliveira. Fonte: Mito-Lógica

Anúncios

2 comentários sobre “Um ícone da moda brasileira: Alceu penna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s